Prefácio para o E-Book “Agora e Para Sempre”, de Mercedes Pordeus

Agora e Para Sempre

 
EM JEITO DE PREFÁCIO
Por Carmo Vasconcelos

Para falar de Mercedes Pordeus, com a autenticidade que ela merece, precisava voar acima do extenso oceano que nos separa, mergulhar nas suas águas, palpar suas raízes, pousar nesse Recife histórico e cultural que a viu crescer, berço comum de ilustres poetas e prosadores. Precisava sentar-me junto das esculturas célebres que se espalham a cada canto dessa Veneza brasileira, dialogar com elas, no meu silêncio contemplativo, cheio de interrogações; precisava sorver o mesmo ar que eles beberam e que lhes impregnou a alma dessa sublime inspiração que os fez consagrados, e cujas obras continuam a enlevar-nos o espírito através dos séculos. Intuiria, então, com plena verdade, a razão da alma multifacetada de Mercedes Pordeus.
Nessa impossibilidade, cingir-me-ei apenas ao que me é dado conhecer da autora, amiga virtual de longa data, porém, irmã na ascendência remota de heróis e desbravadores que uniram as nossas Pátrias, eternamente, pelo sangue e pelo coração.
Não foi por acaso que a autora cresceu nesse rincão abençoado. Decerto, a sua alma peregrina buscou ao renascer, o terreno fértil onde poderia desenvolver os seus talentos, quiçá interrompidos em vivências anteriores. De guerreiros, poetas e trovadores que pisaram esse chão, absorveu as vibrações deixadas pelo seu rasto iluminado. Dos primeiros, herdou a coragem e a fortaleza de espírito; dos segundos, a alma nobre e a inspiração fácil, à flor da pele.
Ao lermos a sua obra, tomamos consciência da sua completude, como poeta, prosadora e repórter. Nada lhe escapa. Quando se abre para nós, através das suas letras, podemos abarcar o valioso potencial que nos oferece. Observadora atenta do mundo que a rodeia, Mercedes Pordeus é, essencialmente, uma descritiva que, não só traduz para nós, com acutilante nitidez, a beleza e a arte que os seus olhos contemplam, como se recolhe aos subterrâneos da sua alma para deles alçar os sentimentos poéticos mais elevados. Deste modo, a autora se desdobra, ora na repórter objectiva e concreta, ora na poetisa (sempre descritiva), que se debruça sobre os conflitos sociais, os desmandos da sociedade, as afrontas à natureza, a ecologia; por outros momentos, usando de uma sensibilidade fina e intrinsecamente feminina, ela deixa emergir das suas prosas poéticas, os aspectos mais tocantes, concernentes à religiosidade, à família, aos afectos e ao amor.
Filha saudosa, esposa amantíssima, mãe dedicada, amiga incondicional, Mercedes Pordeus, alberga em si, também, a guerreira, heróica e persistente, contra todos os desaires e obstáculos que a vida lhe apresenta, crente fervorosa no seu Deus, e ciente das sublimes missões que Ele lhe destinou.
Em suma, Mercedes Pordeus é um Ser Humano de fina água, admirável a todos os níveis expostos, que reverencio carinhosamente, e de cuja fraterna e pura amizade me orgulho e me regozijo.
Resta-me desejar-lhe, hoje, um Feliz Aniversário e que esta sua nova etapa de vida se desdobre a seus pés, profusamente florida de Bênçãos Divinas, e perfumada de compensadoras realizações e felizes sucessos.

Lisboa/Portugal
Maio/18/2011
Carmo Vasconcelos

Esta entrada foi publicada em Prefácios com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s